quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

Acorde o Sol




2 de dezembro

o sol
o acorde
a vela
uma aquarela gris

4 de dezembro

a chuva
a expressão
a vela
um minueto anis

Salve, Santa Bárbara!!!

9 de dezembro

a terra
a visão
a vela
um tombadilho de giz

8 de dezembro

O carpete é chumbo, cheio de manchas e poeira e ácaros...
Para mim, tapete verde fundo, verde noite...
Da janela eu vejo o ocaso em deslumbrantes azuis
rosáceos, violeta, gelo e cinza
os mensageiros acenam paz.
O Anjo Cantor sorri para mim.
E eu mergulho em perspectiva,
para brancos ermos,
em tarefa de busca...

Salve, Imaculada

11 de dezembro

o relâmpago
a anunciação
a vela
amores febris

Salve, Senhora de Guadalupe

14 de dezembro

Os paralelepípedos
os rosários
as portas da compaixão
Pelo sim, pelo não
cismando o tempo
escrevo da minha janela
Enquanto Cecília
nos meus anéis
estaria toda forma
cá estou toda rés
A terceira vela
a plenitude
o céu azul
O deserto
as areias
o Universo por um triz


25 de dezembro

a emoção me pegou na volta
enquanto olhava os faróis
dos autos na estrada
a emoção era uma ponta de estrela
a transpassar, incômoda,
o compasso da minha oração
eu acalantava o Menino nascido
e o sorriso menino espraiava
meus arquivos cansados
talvez eu pudesse dormir
talvez não
O Anjo de plástico sorria no painel
e o sorriso menino acenou
de passagem
a ponta da estrela tratou de me ferroar
a coronária
e eu, que só queria rezar e esquecer
sangrei

28 de dezembro

Oitavas de Natal
garoa paulista
na pista de fungos
do guarda-roupa
Mariana enterrada
sob a lama
Um pedido desesperado
Misericórdia
Esperança
Alerta em meu coração
cheio de Menino
A espada de Miguel
rutilando contra um céu terebentin
Maria, minha mãe
às margens de Genesaré
olha longe, longe, longe
As folias vem cantar
sertão
marungo
tipe
festa do sol de além-mar
o azul da tela do computador
revela todo meu amor
eu sou assim
rosto de cantor
Benvindo louvado seja
Benvindo louvado seja
Para o Menino Deus nascido
Para o Menino Deus nascido




Nenhum comentário:

Postar um comentário

ensaios

baú patrimônio  imemorial oxidação teus passos meus passos abstinência arco e chifre olhos plácidos camisa alva e p...