Pular para o conteúdo principal

Postagens

Destaques

Vento, vento

As telhas repicam surdas ao teu contato violento
Vento, vento

Voz de velame zumbido lamento
Vento, vento

Vem inverno redivivo sumarento
Vento, vento

Faz teu bailado longevo
Vento, vento

Últimas postagens

eu te dou a voz

Café A Brasileira

quadras a maneira de prece

abril das virtudes

outono 18

Alegria

insight februário

O poema, a gente o coze com sangue

O poema, a gente o cose com epidermes

a canção do urubu