domingo, 27 de outubro de 2013

Arte


* pittori italiani dell ottocento Mancini

O que leem os jovens de Mancini?
E esse piano, cravado no canto da sala, com os dentes a mostra?
E o carretel, derramado sobre o piso?
Que imagem distante se evoca do livro aberto?
E o mapa do mundo dormitando na parece?
Quanto tempo ficaram assim imóveis os atores de Mancini?
A arte e de uma solidão comovente.

do i ching:
É muito difícil acalmar o coração. Enquanto o Budismo aspira à quietude através de uma extinção de todo movimento no Nirvana, o Livro das Mutações sustenta que a quietude é somente um estado de polaridade que tem como constante complemento o movimento. (...)A verdadeira quietude consiste em manter-se imóvel quando chega o momento de se manter imóvel, e avançar quando chega o momento de avançar. Deste modo o repouso e o movimento permanecem em harmonia com as exigências do tempo, e a vida se ilumina. (...)o fim e o começo de todo movimento. Nas costas (do corpo) se encontram todas as fibras nervosas mediadoras do movimento. Quando estes nervos dorsais são postos em repouso é como se o eu, com suas inquietudes, desaparecesse. Quando o homem alcança esta tranqüilidade interior, pode se dirigir ao mundo externo e já não verá mais nele a luta e o tumulto dos seres individuais. Tendo atingido a verdadeira paz, ele poderá, então, compreender as grandes leis do universo e agir em harmonia com elas. A ação que tem suas origens nesses níveis mais profundos não errará. Assim, o homem superior não se deixa ir além da situação em que se encontra. (...) Quando um homem se encontra numa situação perigosa para a qual não está preparado, tende muitas vezes a falar em excesso e se permitir brincadeiras inoportunas. Descuidos de linguagem conduzem, muitas vezes, a situações que mais tarde poderão ser motivo para arrependimento. No entanto, quando se é discreto ao falar, as palavras vão adquirindo uma precisão cada vez maior e desaparecem, então, todos os motivos de arrependimento. (...) As palavras estão em ordem.

 Acredito que sejamos livres, dentro de limites, embora exista uma mão invisível, um anjo da guarda, que, de alguma forma, como um propulsor submerso nos impulsiona.
Rabindranath Tagor


Todos nós estamos sob o olhar atento de seres que nos guardam. Quando o anseio pelo crescimento e assistência espirituais se torna o tema predominante em sua vida, você atrai um certo Anjo da Guarda que lhe é designado.
Como guardião de sua evolução espiritual, seu guardião é o iniciador de muitos desafios. Épocas difíceis são um sinal de que ele está trabalhando com afinco, ajudando-o a mudar. Compartilhe seu amor e gratidão com seu anjo especial, enquanto ele se esforça para preenchê-lo com aspirações mais nobres, paciência e coragem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

verso bordado

Lá fora a luz do dia, baça. Tu me disseste qualquer desafeto, verso E foste embora sem adjetivo que se interpusesse. Eu, às...