segunda-feira, 12 de agosto de 2013

Lino


 *google images

Esquisito ficar sem meu companheiro.
A casa esta oca.
Creio que preciso mais dele do que ele de mim.
Espero não fique muito frio lá no hospital.
Que ele não se assuste a noite.
E consiga ceder seus esfincteres para diagnose
logo que amanheça.
A vida e estranha.
Acontece nela o que e preciso acontecer.
Daqui a pouco vem o novo dia.
Vou agradecer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

verso bordado

Lá fora a luz do dia, baça. Tu me disseste qualquer desafeto, verso E foste embora sem adjetivo que se interpusesse. Eu, às...