sábado, 12 de janeiro de 2013

Reminiscencias


* Descobrir Portugal

Lentas, despudoradas
tuas pernas dancam na brumagem
as expensas das minhas
Queria poder amar-te corporeo
E entao eu seria outro
palatavel

O que e que digo?
Sou o que tinha de ser.
Assinei la o papel com Deus.

Deixa-me chorar, contudo,
que quase nao ha vento
e a roupa se demora a secar.










Um comentário:

ensaios

baú patrimônio  imemorial oxidação teus passos meus passos abstinência arco e chifre olhos plácidos camisa alva e p...