domingo, 2 de dezembro de 2012

Viagem

O bom dos amigos é que eles me permitem viagens no meio do dia, antes mesmo de eu ir fazer o último recital junto ao simpático Coral da UTFPR, com participação afetiva do SegundaSabado. Fui a Europa, pela mão desse novo grupo, primeiro CD na praça , indicação do mercador de especiarias sonoras Horácio de Bonis. Eu o recomendo a todos os aficionados a procura de qualidade, bem como novidade. O Horácio, essa combinação adorável Japão/Itália, vai conhecendo nossa estética, oferece opções inteligentes de aquisição e faz as vendas do modo mais delicado que um vendedor poderia fazer, sem invasão ou persuasão. Apenas descreve com detalhes o produto. Aprecio demais seu trabalho e integridade!  

Hoje saí pensando que estou a mentir-me gastando horas a escrever, mas sabe-se lá de que outra maneira ser-me-ia aprazível executar as tais horas. Tomando sol em Acapulco? Visitando Pompéia? O Sagrado Coração de Maria, só pra ver Santo Antonio? O Parque Tingui, nos setores de churrasco domingueiro? Sei que estaria bem nas Encantadas, nadando do Tintureira ao Forte. Mas chegar lá... voando pela TAM, para Buenos Aires? Só se lá houvera um chofer particular. A propósito, chofer teria de haver em qualquer parte, assim como alguém que não me derrubasse da cadeira de rodas, como quase ontem... enfim, viajei nessa fusão Estocolmo Lisboa. Convido aos trezemilsetecentosequarentaacessos a fazerem o mesmo.

Feliz Natal.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ensaios

baú patrimônio  imemorial oxidação teus passos meus passos abstinência arco e chifre olhos plácidos camisa alva e p...