quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

Uma cisma, um pedido

*post do facebook

Um primeiro olhar inspirou-me a união de dois perispíritos.
Mais tarde comprendi: aberturas na rocha
e o olho do observador
mirando as alturas...
Busco a causa da minha insistência.
Que esperava
de mim
a humildade do abrir mão
de domar o pensamento
e criar fluxo
e produzir novas respirações
e curso de idéais...
E é então que mais lembro
que te vejo em outdoors
teu nome impresso
feito santo
feito rua
feito casa comercial
até em barrado de caminhão...
Respiro e teu sorriso vem,
Relaxo e tua voz vem.
Manda-me notícias.
Fala-me de tuas andanças.
Escrevas.
Sobre a chuva, e os oceanos e o céu.Sobre os bichos.
Sobre fotos. Sobre fatos. Sobre arte
e religiosidade.
Sobre cura.



 ** do i ching
trabalho sobre o que se deteriorou

Isso se refere a erros provocados pela fraqueza e que levaram à decadência; por isso o simbolismo do que foi deteriorado pela mãe. Neste caso, ao se corrigirem os erros, deve-se proceder com uma certa consideração e amabilidade. Para não causar ferimentos, é necessário evitar uma atitude rude.



Um homem está diante da deterioração nascida da negligência em épocas passadas. Ele não possui a força para afastar a corrupção sozinho. Encontra, porém, auxiliares capazes com cujo apoio, ainda que não podendo criar algo inteiramente novo, conseguirá realizar uma reforma profunda. Isso também é louvável.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

verso bordado

Lá fora a luz do dia, baça. Tu me disseste qualquer desafeto, verso E foste embora sem adjetivo que se interpusesse. Eu, às...