segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

Feliz Natal


Nao tenho ouvido de Rubinstein
para saber qualificar esta execucao beatleiana
mas a escolho mesmo assim
como uma oferta de afeto
e votos de Boas Festas.

Tenho coracao de menina
e a sinto, tal trilha,
otima para as comemoracoes
ao aniversario do Cristo.

Troquem suas caixinhas de consumo,
separem o que voltara as lojas no dia 26,
bebam as infusoes de alcool,
excedam seu polinomio de glicose
e lembrem daquilo que e essencial:
nao precisamos estar diante da morte
para criar interesse pela humanidade
pela Natureza
pela expansao do Big Bang
ou para entender
se a vida e longa
ou curta
ou preciosa.

Precisamos fazer contato.
Este sim e o grande desafio
de nossa estadia no orbe.
Os reclames apresentam
a telepatia
como capacidade
de controlar mentes
pior,
de sequestrar mentes.
Nao se preocupem,
quando a hora da comunicacao plena
chegar
teremos ultrapassado
tal estagio primario
em que amor ainda e poder...

FELIZ NATAL, todos os dias,
para todos os lugares,
para todos os seres sencientes.

14.854 acessos, obrigada.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

novembro musical

Sem alarde O memorial dos olhos quentes da mãe Nenhuma culpa História Os encontros soprosos. Dava gosto! Como tecer um p...