domingo, 25 de novembro de 2012

Uma lembranca

* post do facebook, por Cristine Conde

Ha alguns anos estava eu
sem sapatos,
sem tostao,
sem nome,
sem bracos
nem pernas
vagando...
Mesmo assim, o trabalho me mantinha em terra por um fio
e eu so tinha isso,
trabalho...
o conhecimento era minimo (e ainda e, incipiente)
o amor fenecera em mim
nao havia drops que me adocasse...
E entao fiz um exercicio com algumas pessoas
(meu pai entre elas, incrivel, estava ele tambem
a acomodar-se em novo contexto...):
havia sapatos e chapeus
no chao, em cadeiras...
eu tinha levado dez metros de tule branco
que estendemos pelo espaco.
E nasceram do movimento e da observacao desses objetos
o Toreador
Zappata, a noiva
Capericita, a dama de acompanhar
e mais algumas figuras, dentre pais, maes e bandarilleros...
 *google images
nao conseguimos construir
um conflito forte,
era uma profusao caotica,
que ocupou varios grupos de pessoas
por dois anos
e eu, voejando entre todas,
pilotando cenas, marcacoes,
ensino do canto, instrumentacao...
Ninguem do grupo havia ouvido a Carmen, de Bizet,
ninguem havia assistido ao "Hable con ella", recem lancado, so eu.
E a trama oferecia alguns pontos de convergencia com a opera, com o filme,
eu obviamente almejando os pes de Almodovar,
o alfabeto de Bizet,
o Pulitzer
o Premio Gralha Azul
e nada
que a vida era um nada
e eu tinha optado por passar por ela
sem sentir...
Chamamos a trama de varias coisas.
Eu a conheci todo tempo como
"Eles nao sabem da opera a metade"...
Alguns queridos estavam comigo na montagem
Gilson Hack, com quem trabalhei de perto por um ano,
compondo os cinquenta e quatro temas,
Clyete Silveira, com quem me diverti muito
na trama, no texto gromelo, especialidade dela desde 1618,
Sidney Basilio, que me acompanhou o terco final
da montagem, no manuseio do FINALE
(ele entrou em minha vida como confidente).
E muito mais pessoas, do cenario do teatro e da musica,
bem como anonimos de alguns bairros curitibanos...
Lembrei disso ao ver os sapatos da foto...
Ja tenho sapatos,os tostoes dao conta das obrigacoes mensais,
meu nome e La Guariente
meus bracos acordaram,
tenho cadeira de rodas
nas emergencias de andar
e meu coracao esta atento
a nova demanda de espanhas...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

verso bordado

Lá fora a luz do dia, baça. Tu me disseste qualquer desafeto, verso E foste embora sem adjetivo que se interpusesse. Eu, às...