segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Prece


Obrigada, Deus, por me mostrar caminhos
paisagens
sutilezas de Tuas estrategias
para que eu possa salvar-me.
Ajuda-me com a carga, na medida do possivel,
que fraquejo a cada virada de pagina

No todo esta perdido,
...,
oigo una voz que me llama
casi un suspiro
rema
rema
rema

se esta e a cancao da superficie, atras ha uma outra, que ouco vez por outra:

a liberdade de ir e vir esta nas tuas maos
nenhuma amarra, nenuhm apego
so o amor, puro, em teu encalco...
vai, segue
vai, cresce
vai, volta!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

verso bordado

Lá fora a luz do dia, baça. Tu me disseste qualquer desafeto, verso E foste embora sem adjetivo que se interpusesse. Eu, às...