quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Não, nao recebi um baú de pergaminhos da boa sorte, nem cem contos de réis, nem uma mula, nem tapetes para o start. Mas o start houve, e foi com o canto


*google images - oliveira

" Hoje começo uma nova vida.
  Hoje mudo minha pele velha que sofreu, por muito tempo, as machucaduras do fracasso e os ferimentos da mediocridade.
  Hoje renasço e meu berço é uma vinha onde há frutas para todos.
  Hoje colherei uvas da sabedoria da mais cheia e produtiva videira da vinha, pois elas foram plantadas pelos mais sábios de minha profissão que me antecederam, geração após geração.
  Hoje provarei o sabor das uvas destas videiras e, em verdade, engolirei a semente do êxito incrustrada em cada uva para que uma nova vida possa germinar dentro de mim.
  A carreira que escolhi é plena de oportunidades, embora repleta de desgostos e desapontamentos e, se os corpos daqueles que fracassaram fossem empilhados um em cima do outro, lançariam sua sombra sobre todas as pirâmides da Terra.
Contudo, eu não fracassei como os outros, pois em minhas mãos tenho agora o roteiro que me guiará por águas perigosas às praias que, ontem mesmo, pareciam apenas um sonho.
O fracasso não será mais pagamento pelo meu esforço (...)
Dentro do tempo que me foi concedido devo praticar a paciência.
(...) A oliveira, rainha das árvores, leva cem anos para ficar pronta.
       Em nove semanas, a cebola está velha.
       Não quero viver como uma cebola. Quero tornar-me oliveira.
   Começarei minha jornada desembaraçado do peso de conhecimentos desnecessários e de obstáculos da experiência sobre trabalhos sem resultado.
       A experiência é comparável à moda.
       Há leis imutáveis, que a Natureza apresenta, e com elas eu posso traçar caminhos.
       Criar bons hábitos de conduta.
       Ações ditadas pelo apetite, paixão, preconceito, avidez, amor, medo, ambiente, hábito.
       Somente um hábito pode dominar outro hábito.
       DISCIPLINA.
       ALFAGENIA.
       LER ESTE ARTEFATO POR TRINTA DIAS ANTES DE PASSAR AO PRÓXIMO PASSO.
       Ler em silencio ao acordar.
       Ler em silêncio, após almoçar.
       Ler novamente, antes de deitar, nessa hora em voz alta.
       Vou viver com os ensinamentos durante trinta dias. Até que minha leitura se torne um hábito."

Foi com este conteúdo que me deparei aos 15 anos. Era um tempo em que as mulheres estavam começando a se habituar com a idéia de que não teriam mais provedores que as acolhessem. Ser "dona de casa", "esposa" e "mãe"  não eram mais papéis sociais dignificantes, pelo menos os exemplos em casa me diziam para "correr disso", que ali so havia ingratidão... penetrar o domínio masculino e galgar o andar da diretoria, esse era o objetivo... e nem é disso que se trata esse estudo que faço... engraçado, como tudo isso é engraçado.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

formosa rosa

                                                                             * do jardim da Thais Formosa Rosa brasileira um ci...