terça-feira, 27 de novembro de 2012

Mae e filho



*google images

Dom de mulher
Que aceitou seu destino
No coração
imantou seu menino
Seu ribeirão uterino embalou
Seus desejos de ser consolada
E então concebeu

Uma canção de amor
Um horizonte em flor
Os passos do menino
Contemplados

Nasce o menino
Em berço dourado
Olho de mãe não se engana
Vai ser coroado
Da de beber o seu leite que  é vida
Que escorre do som das cascatas
E o menino cresceu

Seu coração voou
Sua vida virou
Farol a iluminar
estradas

Nenhum comentário:

Postar um comentário

novembro musical

Sem alarde O memorial dos olhos quentes da mãe Nenhuma culpa História Os encontros soprosos. Dava gosto! Como tecer um p...