sábado, 3 de novembro de 2012

Enquanto eu sonho, cirandeiro gira

*Descobrir Portugal


dorme dorme meu amor
que e hora de ninar
o luar brinca no ceu
e ilumina teu olhar

dorme dorme meu amor
que o cordao de luz brilhou
esta chamando a viajar
pega ja teu cobertor

dorme dorme meu amor
outro dia vem sorrir
vem sereno convidar
pro cirandeiro a girar

dorme dorme sonha
dorme dorme cresce
dorme dorme volta



Engracado ouvir um acalanto quebrado ao olhar um portal. Foi o que me passou quando colei a foto. O acalanto me veio truncado ontem, sem ritmo, sem graca. Tanto, que agora mesmo revisei a estrutura, o pulso, ate a logica. Quem leu ontem, leu outra ideia, que nao me ocorreu guardar, fui simplesmente remontando a peca, como faz uma costureira. Agora as singelas quadras ja tem alguma forma mais cantabile. A proposito, tenho do de nao saber manusear bem as agulhas. As minhas andam enferrujadas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

formosa rosa

                                                                             * do jardim da Thais Formosa Rosa brasileira um ci...