quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Artigo

A Revista eletrônica O Mosaico, da Faculdade de Artes do Paraná, abriu espaço em seu editorial para que eu publicasse meu segundo artigo, saiu no número 7 da revista. Neste trabalho relembro minha pesquisa de mestrado, que dá luz eficiente para minha lida com grupos musicais. O grupo focal utilizado foi o Coral do CEIC, que me acolheu e dá respaldo espiritual até hoje. Uso na argumentação Etienne Wenger como marco teórico. Eu não me sinto com boa mão para transitar pelas teorias, pelas pesquisas, mas esse é o caminho aplicável no presente, se eu quiser sobreviver um pouco mais em ambiente acadêmico. É bom, por mínima entrada que a revista tenha, ver o artigo lá, ao lado de outros bons argumentos, de colegas que igualmente procuram dar vazão a seu desejo de transformar o mundo.

 http://www.fap.pr.gov.br/modules/conteudo/conteudo.php?conteudo=276 

* obrigada a Prof Dr Carmem Spanhol, por ter disponibilizado o link.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

novembro musical

Sem alarde O memorial dos olhos quentes da mãe Nenhuma culpa História Os encontros soprosos. Dava gosto! Como tecer um p...