sexta-feira, 7 de setembro de 2012

Garras dos sentidos

*descobrir Portugal


menina bonita onde e que oce vai...
menina bonita onde e que oce vai...
vou procurar o meu lindo amor
no fundo do mar
vou procurar o meu lindo amor
no fundo do mar

um toque de potassio
se houvera a febre
o corpo daria a oportunidade
de revisao
ha, isso sim,
uma mirada comprida
e shopenhauerina
dos espacos tao longinquos
do sentido

el cantar tiene sentido
entendimiento y razon...

O carris corre a orla de Sao Luis
o cantor, que bela voz, faz ode ao Brasil
Pantanal, sertao, Foz do Iguacu
e um mergulho profundo
na sonoridade edulobiana

Agustina Bessa-Luis - Popular
Não quero cantar amores, / Amores são passos perdidos. / São frios raios solares, / Verdes garras dos sentidos. / São
cavalos corredores / Com asas de ferro e chumbo, / Caídos nas águas fundas. / Não quero cantar amores. / Paraísos
proibidos, / Contentamentos injustos, / Feliz adversidade, / Amores são passos perdidos. / São demência dos olhares,
/ Alegre festa de pranto. / São furor obediente, / São frios raios solares. / Da má sorte defendidos / Os homens de
bom juízo / Têm nas mãos prodigiosas / Verdes garras dos sentidos. / Não quero cantar amores / Nem falar dos seus
motivos.

As botas bramem na Candido de Abreu
a parada segue e o Governo usa terno preto.
Um piano toca valsa efemera.

O carris me corre pelas veias.
Do que se trata esse texto, e seu?
E, uma declaracao de amor,
que te fiz
num desses dias equivocados
em que estive ao teu lado
e uma fornalha se fez...

menina bonita onde e que oce vai
menina bonita onde e que oce vai
vou procurar o meu lindo
na mira do mar
vou procurar o meu lindo amor
na mira do mar...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

novembro musical

Sem alarde O memorial dos olhos quentes da mãe Nenhuma culpa História Os encontros soprosos. Dava gosto! Como tecer um p...