quinta-feira, 22 de março de 2012

Mundaré

Ê Mundaré, Mundaréu...
Vi as minina crescer...
duas chegaram meninas de todo...
eu olhava elas e olhava e olhava
e perguntava a mim
que cosita mas de malagueña tienen las niñas?
a outra ouvi depois
movara num caramujo
no fundo das onda
de repente vem mulher
grave, veludo
Rabequeira menina mantém o jeito menina
Estrela mantém mel
Ita, pedra, poder e luz,
menino passarim
menino homem caçando passarim com bodoque
"ao meio dia na beira do rio"
com graves agudos timbres
e sua mulher oculta, matreira e gargalhante
Ê, "é o vento que leva o barco, maninha... Yansã eparrê"...
caboculinhos
Ai vem eles quatro em Batalhão
fazendo poeira
em noite e dia de São João
em dance em lounge
music music music
Babalaô, Xangô, una cosita mas de malagueña...
as onda do mar sacodem
podiam eles tocar no Planet Soup
cada um num canto deste pais
podendo cantar sozinho
e estando assim junto
é tão bom de ouvir
que vão bem
que a gente fica ouvinu e matutanu...

um dos CDS mais amarantes que já ouvi, podem conferir.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

verso bordado

Lá fora a luz do dia, baça. Tu me disseste qualquer desafeto, verso E foste embora sem adjetivo que se interpusesse. Eu, às...